Armando e João Paulo reúnem-se com militância petista

O pré-candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), e o pré-candidato ao Senado, João Paulo (PT), participaram na noite desta quinta-feira (26), de mais uma plenária com militantes do Partido dos Trabalhadores. Desta vez, a reunião mobilizou integrantes da tendência Articulação de Esquerda, corrente dirigida pelo ex-presidente da Câmara do Recife, o ex-vereador Múcio Magalhães (PT). O encontro serviu para coletar propostas para o futuro programa de governo da coligação “Pernambuco Vai Mais Longe”, que reúne PTB, PT, PDT, PSC, PRB e PTdoB.
 
No encontro, que reuniu militantes de vários municípios pernambucanos, petistas da corrente Articulação de Esquerda sugeriram ao pré-candidato ao governo do Estado a construção de uma unidade do Instituto de Medicina Legal (IML), em Serra Talhada, no Sertão, a implantação de delegacias especializadas no interior do Estado, bem como a reforma e revitalização de hospitais da rede estadual. Armando acolheu as propostas e prometeu incluir em seu programa de governo.
 
Ao ressaltar a dinâmica da disputa eleitoral no pleito deste ano, Múcio Magalhães destacou que Armando Monteiro é aliado do PT desde o início do projeto que elegeu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência, dando continuidade com a presidente Dilma Rousseff. “Não é de hoje que Armando é aliado de Lula e Dilma. Você está desde o início nesse projeto e faz parte desse projeto”, ressaltou o petista, destacando que a corrente Articulação de Esquerda votou a favor da aliança com PTB, no encontro estadual do PT que homologou o apoio a Armando Monteiro, em 2013.
 
“Nosso objetivo é dar uma grande vitória para Dilma em Pernambuco e eleger Armando governador e João Paulo senador”, acrescentou Múcio Magalhães, frisando sua participação nas plenárias do Pernambuco 14, projeto que visitou todas as microrregiões do Estado para ouvir as sugestões da população para a construção do futuro programa de governo. A iniciativa reuniu mais de 26 mil pessoas e coletou 5.232 propostas.
 
João Paulo destacou as mudanças promovidas com os governos do ex-presidente Lula e com a gestão da presidente Dilma Rousseff e frisou que sua gestão no Recife, de 2001 a 2008, fez parte das melhorias. “Governei o Recife por oito anos, e dois anos antes de Lula chegar à Presidência e sei como foi o tratamento no governo Fernando Henrique. Foi o pior tratamento para as prefeituras do Brasil. Mas mesmo assim começamos a fazer muitas mudanças significativas na cidade”, recordou o pré-candidato ao Senado.
 
COMPROMISSO - Em seu depoimento durante a plenária, o pré-candidato a deputado estadual Cavalcanti (PT) recordou das ações de Armando Monteiro à frente do comando da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O petista disse que, enquanto membro do conselho do “Sistema S” em Pernambuco, pode constatar o compromisso do petebista com a educação, qualificação e segurança dos trabalhadores. “Sei do compromisso com a educação e pude ver isso no Sistema S. Tenho certeza que com o senhor, Pernambuco vai dar um salto na educação e segurança”, sacramentou.
 
Armando Monteiro, por sua vez, reforçou que a aliança com o PT não é ocasional. O petebista disse que desde 2002 está com Lula, presente na defesa do governo petista nas votações em apoio às gestões do ex-presidente e da presidente Dilma Rousseff.
 
“Fui presidente da CNI no mesmo momento em que Lula foi eleito presidente. Naquela época, havia um preconceito do setor com Lula e atuei firmemente para quebrar essa imagem, tanto é que consegui. Estivemos com Lula em sua eleição, em 2002, na sua reeleição, em 2006, e na eleição da companheira Dilma”, assinalou Armando Monteiro.

Postar um comentário

0 Comentários