Governo Bolsonaro começa muito mal e ignora o Nordeste, critica Humberto

Foto: Roberto Stuckert
O líder da Oposição ao governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), se reuniu, nessa segunda-feira (14), com a presidente do partido, deputada eleita Gleisi Hoffmann (PR), e com a bancada do PT na Câmara para traçar estratégias contra as medidas nocivas da gestão Bolsonaro contra o povo brasileiro.
Humberto fez uma avaliação dos primeiros 14 dias do governo e afirmou que o excesso de erros e tropeços surpreendeu, inclusive, quem já desconfiava de que o capitão reformado do Exército, ao ocupar a Presidência da República, seria um desastre para o País. Várias das medidas adotadas até agora, segundo o parlamentar, atentam contra os interesses da população.
“Aqui no Congresso Nacional, a bancada do PT vai lutar contra a redução dos aumentos legais previstos para o salário mínimo, a flexibilização do armamento, a reforma da Previdência e a ampliação da reforma trabalhista. Conversaremos com todos os partidos de esquerda e centro-esquerda para ampliar essa frente em defesa dos direitos do cidadão”, disse.
O senador ressaltou que o presidente eleito não apresentou absolutamente nada para o Nordeste. E considerou que a falta de políticas públicas frustra qualquer expectativa de melhora do cenário para a região.
“Os estados estão mergulhados numa intensa crise financeira. Estamos diante do momento em que o Nordeste precisa de políticas específicas e estímulos mais fortes para manter um crescimento consistente. Não observamos um cenário que nos contemple”, declarou.
O líder da Oposição também comentou sobre a eleição para a Presidência do Senado, prevista para ocorrer no começo de fevereiro. Ele acredita que a Casa precisa, agora, de alguém que trabalhe por um Legislativo mais forte, independente e autônomo. A bancada do PT no Senado irá se reunir no dia 29 para tratar do assunto.

Postar um comentário

0 Comentários