Para Romário Dias, é difícil viver num País “onde se tem vergonha de ser honesto”

Foto: Jarbas Araújo/Alepe.
A absolvição da chapa Dilma-Temer, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na semana passada, levou o deputado estadual Romário Dias (PSD) aos microfones do Plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco na última segunda-feira (12). “É difícil você viver em um País onde se tem vergonha de ser honesto”, desabafou o deputado, parafraseando, segundo ele, um pensamento de Rui Barbosa.
Ainda de acordo com Dias, “o Brasil perdeu o seu sentido de Pátria, seu sentido moral mais amplo. Principalmente depois desse julgamento”. O parlamentar ainda ressaltou que o Brasil se tornou um “país-muriçoca”, pois todo o sangue foi sugado (pela corrupção).
"Esse é um País que não tem sangue; o País da muriçoca. Sugaram tudo e só ficou o sangue para as muriçocas. Em qualquer País do mundo, após um julgamento como o que foi feito semana passada (da chapa Dilma-Temer), não estaríamos como estamos hoje nas Casas Legislativas, sem ninguém dar uma palavra", finalizou, lamentando a ausência de pronunciamentos sobre o tema durante a Reunião Plenária.

Postar um comentário

0 Comentários